Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Cap. XI - Amar ao Próximo como a Si Mesmo – Caridade om os Criminosos - item 14 - 01/10/2018

HORA DO EVANGELHO NO LAR - segunda-feira, 1 de outubro de 2018

HORA DO EVANGELHO NO LAR


“Apascenta as minhas ovelhas”. - Jesus. (João, 21:17).

 

PRECE INICIAL

Que a Paz de Jesus permeie nossos corações hoje e sempre.

Senhor ensina-nos a oferecer-te o coração puro e o pensamento elevado na oração.

Que hoje Senhor, neste momento de meditações, reflexões e prece, possamos contar com o auxílio dos Benfeitores Espirituais, nos esclarecendo e nos auxiliando a compreendermos seus ensinamentos para colocá-los em prática nos nosso dia-a-dia.

Ampara-nos, Mestre Jesus, a fim de que nossos sentimentos se harmonizem com a tua vontade, para sermos, em todos os dias de nossas vidas, instrumentos vivos e operosos da paz e do amor, do aperfeiçoamento e da alegria, de acordo com a Tua Lei.

E assim, protegidos e amparados, iniciamos, em Teu nome Mestre Jesus, em nome de Francisco de Assis e dos Benfeitores Espirituais, mas acima de tudo em nome de nosso Pai, os estudos de hoje.

Sê conosco Senhor e que assim seja hoje e sempre.

 

MENSAGEM INICIAL

APASCENTA.

Significativo é o apelo do Divino Pastor ao coração amoroso de Simão
Pedro para que lhe continuasse o apostolado.
Observando na Humanidade o seu imenso rebanho, Jesus não
recomenda medidas drásticas em favor da disciplina compulsória.
Nem gritos, nem xingamentos.
Nem cadeia, nem forca.
Nem chicote, nem vara.
Nem castigo, nem imposição.
Nem abandono aos infelizes, nem flagelação aos transviados.
Nem lamentação, nem desespero.
“Pedro, apascenta as minhas ovelhas!”.
Isso equivale a dizer: - Irmão, sustenta os companheiros mais
necessitados que tu mesmo.
Não te desanimes perante a rebeldia, nem condenes o erro, 
do qual a lição benéfica surgirá depois.
Ajuda ao próximo, ao invés de vergastá-lo.
Educa sempre.
Revela-te por trabalhador fiel.
Sê exigente para contigo mesmo e ampara os corações enfermiços e
frágeis que te acompanham os passos.
Se plantares o bem, o tempo se incumbirá da germinação, do
desenvolvimento, da florescência e da frutificação, no instante oportuno.
Não analises, destruindo.
O inexperiente de hoje pode ser o mentor de amanhã.
Alimenta a "boa parte" do teu irmão e segue para diante.
A vida converterá o mal em detritos e o Senhor fará o resto.

Livro “Fonte Viva”  - psicografia de Emmanuel/Chico Xavier – lição 19.

 

LEITURA DO EVANGELHO

CAPÍTULO XI – AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO

Instruções dos Espíritos: CARIDADE COM OS CRIMINOSOS – item 14

 

ELIZABETH DE FRANÇA

                                                                        Havre, 1862   

14 – A verdadeira caridade é um dos mais sublimes ensinamentos de Deus para o mundo. Entre os verdadeiros discípulos da sua doutrina deve reinar perfeita fraternidade. Devem amar os infelizes, os criminosos, como criaturas de Deus, para as quais, desde que se arrependam, serão concedidos o perdão e a misericórdia, como para vós mesmos, pelas faltas que cometeis contra a sua lei. Pensai que sois mais repreensíveis, mais culpados que aqueles aos quais recusais o perdão e a comiseração, porque eles quase sempre não conhecem a Deus, como o conheceis, e lhes será pedido menos do que a vós.

Não julgueis, oh! Não julgueis, meus queridos amigos, porque o juízo com que julgardes vos será aplicado ainda mais severamente, e tendes necessidade de indulgência para os pecados que cometeis sem cessar. Não sabeis que há muitas ações que são crimes aos olhos do Deus de pureza, mas que o mundo não considera sequer como faltas leves?

A verdadeira caridade não consiste apenas na esmola que dais, nem mesmo nas palavras de consolação com que as acompanhais. Não, não é isso apenas que Deus exige de vós! A caridade sublime, ensinada por Jesus, consiste também na benevolência constante, e em todas as coisas, para com o vosso próximo. Podeis também praticar esta sublime virtude para muitas criaturas que não necessitam de esmolas, e que palavras de amor, de consolação e de encorajamento conduzirão ao Senhor.

Aproximam-se os tempos, ainda uma vez vos digo, em que a grande fraternidade reinará sobre o globo. Será a lei de Cristo a que regerá os homens: somente ela será freio e esperança, e conduzirá as almas às moradas dos bem-aventurados. Amai-vos, pois, como os filhos de um mesmo pai; não façais diferenças entre vós e os infelizes, porque Deus deseja que todos sejam iguais; não desprezeis a ninguém. Deus permite que os grandes criminosos estejam entre vós, para vos servirem de ensinamento. Brevemente, quando os homens forem levados à prática das verdadeiras leis de Deus, esses ensinamentos não serão mais necessários, e todos os Espíritos impuros serão dispersados pelos mundos inferiores, de acordo com as suas tendências.

Deveis a esses de que vos falo o socorro de vossas preces: eis  a verdadeira caridade. Não deveis dizer de um criminoso: “É um miserável; deve ser extirpado da Terra; a morte que se lhe inflige é muito branda para uma criatura dessa espécie”. Não, não é assim que deveis falar! Pensai no vosso modelo, que é Jesus. Que diria ele, se visse esse infeliz ao seu lado? Havia de lastimá-lo, considerá-lo como um doente muito necessitado, e lhe estenderia a mão. Não podeis, na verdade, fazer o mesmo, mas pelo menos podeis orar por ele, dar-lhe assistência espiritual durante os instantes que ainda deve permanecer na Terra. O arrependimento pode tocar-lhe o coração, se orardes com fé. É vosso próximo, como o melhor dentre os homens. Sua alma, transviada e revoltada, foi criada, como a vossa, para se aperfeiçoar. Ajudai-o, pois, a sair do lamaçal, e orai por ele.

REFLEXÕES:  Elizabeth de França lembra, nesta mensagem, da caridade em relação aos criminosos, aos infelizes, também filhos de Deus, a quem Ele ama e lhes dará o perdão e a misericórdia, após seu arrependimento, dando-lhes novas oportunidades de reparação e de aperfeiçoamento, como faz para com todos. O amor de Deus, sempre absoluto, não faz distinção de pessoas. Seu amor e misericórdia são imutáveis e sua justiça também, portanto, cada um receberá sempre segundo suas obras. Elizabeth lembra que caridade não é só dar esmolas nem mesmo quando acompanhadas de palavras de consolação. É muito mais do que isso. É ser benevolente, constantemente e em todas as coisas para com o próximo, e ser benevolente é ter boa vontade para com os outros, tanta quanto a deseja para si mesmo. Assim, ser caridoso com os criminosos não é deixar-lhes livres para continuar cometendo desatinos, mas sim, compreendê-los como pessoas equivocadas. Considerá-los como doentes, muito necessitados, filhos de Deus, criados como todos os demais, que um dia, graças às leis divinas, tornar-se-ão bons e sábios, exatamente, como todos. É pensar neles, com piedade pelo que fazem; orar por eles, pedindo a Deus, que eles possam conhecer a realidade da vida espiritual, eterna e progressiva, a fim de que se arrependam e busquem transformar-se.

 

 VIBRAÇÕES E PRECE FINAL

 "Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia." [Emmanuel / Chico Xavier]

Mestre Jesus! Ampara nosso propósito de servir. Que em teu nome e com o auxílio dos bons espíritos, possamos ajudar àqueles que estão mais necessitados do que nós.

Senhor, há quem esteja muito infeliz, Te rogamos: abençoa os que sofrem! Dá a cada sofredor a suavização de suas dores, um bálsamo para suas tristezas!

Senhor, muitos de nossos irmãos estão nos vícios, no crime, nos grandes prejuízos físicos e morais. Tem piedade deles! Que possam se corrigir a tempo, para não virem a sofrer as duras consequências de seus erros.

Nos hospitais, nos lares, os enfermos esperam um conforto e querem sarar. Senhor, que as nossas vibrações neste instante levem até eles o alívio para seus males.

Vibramos por todos os dirigentes de todas as nações, especialmente os do nosso país. Que sob tua proteção, governem com amor e justiça, em favor dos seus povos.

Vibramos também por todos os líderes religiosos, pelas Casas Espíritas, por todos os seus colaboradores, para que possam levar sempre os teus ensinamentos a todos os lugares.

Vibramos por todos os lares, pelo nosso também!  Que neles reinem o respeito, a harmonia, a ajuda mútua.

Quanto a nós, Senhor, pedimos perdão de nossas falhas. Ajuda-nos a desenvolver as virtudes que colocaste dentro de nossas almas.

Graças, Senhor, por todas as bênçãos que sempre nos dás.

Pela coragem de enxergarmos as dificuldades criadas por nós mesmos; pelas provas que nos aperfeiçoam o raciocínio e nos abrandam o coração; pela fé na imortalidade; pelo privilégio de servir; pelo dom de saber que somos responsáveis pelas próprias ações;

Pelo conforto de reconhecer que a nossa felicidade tem o tamanho da felicidade que fizermos para os outros;

Pelo discernimento que nos permite diferenciar aquilo que nos é útil daquilo que não nos serve;

Pela bênção da oração que nos dá apoio interior para a necessária solução de nossos problemas; por nossas águas fluidificadas neste momento; pela tranquilidade de consciência que ninguém consegue nos tirar; pela vibração que nos envolve;

Por tudo isso, e por todos os demais tesouros, de esperança e de amor, de alegria e de paz, de que nos enriqueces a existência, nós Te agradecemos Senhor!...

Obrigada Senhor. Que assim seja.

 

Paz e Bem.

comments powered by Disqus