Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Estudo Semanal de O Livro dos Espíritos - 15/05/2018

Adauto Alves de Lima - terça-feira, 15 de maio de 2018
QUESTÃO 361 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS  - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos
CAPÍTULO VII - DA VOLTA DO ESPÍRITO À VIDA CORPORAL

Faculdades morais e intelectuais do homem
361. Qual a origem das qualidades morais, boas ou más, do homem?
“São as do Espírito nele encarnado. Quanto mais puro é esse Espírito, tanto mais propenso ao bem é o homem.”
a) - Seguir-se-á daí que o homem de bem é a encarnação de um bom Espírito e o homem vicioso a de um Espírito mau?
“Sim, mas, dize antes que o homem vicioso é a encarnação de um Espírito imperfeito, pois, do contrário, poderias fazer crer na existência de Espíritos sempre maus, a que chamais demônios.”
 
 COMENTÁRIO DO ESPÍRITO MIRAMEZ NA OBRA “FILOSOFIA ESPÍRITA”
Certamente que a matéria tem vida, mas, em outra dimensão espiritual, de modo a não raciocinar como fazem os homens. A qualidade moral do homem, não pode, pois, advir da matéria; ela provém do Espírito. É nesse sentido que o homem consciente do seu mandato na Terra deve se esforçar para crescer ante seus compromissos e mediante a sua consciência, onde se encontram gravadas todas as leis morais que passam a governá-lo.
A matéria é instrumento humano, mas também divino, nas mãos do ser encarnado, como o cavalo de montaria o é do cavaleiro. As rédeas regulam seus passos e, no caso do Espírito, as rédeas são o esclarecimento para refrear os instintos materiais, correspondentes à ignorância da alma.
Jesus desceu ao mundo por misericórdia de Deus e grandeza do Seu amor, no sentido de nos ensinar a excedermos os dons morais na qualidade de luzes no auto entendimento da pureza espiritual. Cada criatura tem seu dever de se esforçar para seu próprio bem-estar.
Se um Espírito ignorante reencarna, certamente que ele, ao crescer, está predisposto às paixões inferiores do mundo; contudo, a bondade de Deus é tão grande, que sempre deposita essa alma aos cuidados de alguém, que passa a ensiná-lo a mudar seu modo de vida, por vezes com o exemplo. Analisemos e observemos a evidência do que falamos. Eis aí nos primeiros passos na reforma moral, e mesmo se sentindo desajustado no seio da família, depois o Espírito irá reconhecer as bênçãos que recebeu de Deus, passando a agir de forma mais equilibrada, onde for chamado a viver.
Todos passamos por esses caminhos. O “não julgueis para não serdes julgados”, é nesse sentido, porque aquele que hoje se encontra livre já foi escravo das paixões inferiores. A escalada da vida que leva no seio da humanidade; em tudo que faz, norteiam seus sentimentos para o bem-estar da humanidade e, ainda mais, os seus exemplos de amor fazem notar a sua grandeza de coração. Entretanto, entre ele e o Espírito primitivo há uma grande distância e a escala é imensurável. Só pela análise notaremos onde a alma se encontra vivendo, qual a sua faixa de vida e o que precisa para melhorar. Trabalhemos todos para a melhoria desses Espíritos, se possível em silêncio, dando com uma mão sem que a outra perceba.
A verdadeira caridade é silenciosa, porque, no fundo, quem a faz é nosso Pai Celestial. A Doutrina dos Espíritos vem nos ensinar a desabrochar as qualidades morais que temos, como talentos divinos, com o nosso esforço de todos os dias. A consciência em Cristo vem nos aventar o prosseguimento na caridade e no amor, forças de Deus que moram em nós, esperando a nossa vontade de praticá-las.
Há muitas classes de Espíritos encarnados na Terra, e na erraticidade, conforme já falamos. Eles vão melhorando gradativamente, entendendo assim que somente o tempo, sob as bênçãos de Deus, pode ajudar a purificar a alma ou, mais acertadamente, desperta nela todas as qualidades que Deus depositou no cofre do seu coração.
 

Lima, Adauto Alves de

comments powered by Disqus