Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Hora do Evangelho no Lar - Missão dos Espíritas - item 4 - segunda-feira (20/2/2017)

Departamento de Evangelho no Lar - CEFA - segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
HORA DO EVANGELHO NO LAR
“Cuidado, que entre os chamados para o espiritismo muitos se desviaram da senda! Atentai, pois, no vosso caminho – e buscai a verdade!” (Erastro - item 4 do capítulo XX do ESE).

PRECE

Senhor Jesus, Mestre amigo, abençoa esse momento que dedicamos a serviço do amor, momento em que unimos nossos sentimentos e nossos pensamentos em torno do Teu Evangelho de Luz.

Que possamos ser tocados por Tuas mãos luminosas auxiliando-nos a sintonizarmos Tua frequência para que nossas preces atravessem as barreiras de nossas imperfeições e atinjam as esferas mais altas.

Que os mentores espirituais aqui presente, nossos benfeitores, harmonizem o ambiente de trabalho para que nossa tarefa seja produtiva e para que Teus ensinamentos toquem profundamente em nossos corações, que sejam como bálsamo de amor e paz para todos os lares necessitados. Que a lição de hoje nos fortaleça e nos dê o discernimento para nossas ações no dia-a-dia.

Assim, com Tua permissão e principalmente com a permissão de Deus iniciamos os estudos de hoje.

Que assim seja.

Graças a Deus, Graças a Jesus.

 

MENSAGEM INICIAL

PROGRESSO E VIDA •  Emmanuel

Quem lance na Terra ligeiro olhar para a retaguarda de oito lustros se espantará certamente em verificando o progresso dentro do qual a vida planetária vai marchando, aceleradamente, para o futuro melhor.

Ainda assim reconhecerá que as exigências de ordem espiritual não se alteraram muito no curso do tempo.

O homem de hoje dispõe fartamente da televisão pela qual consegue, se o deseja, contemplar de perto as ocorrências do mundo, no entanto, não possui autoconhecimento bastante para analisar-se de modo construtivo.

Inventa computadores que o auxiliam efetuando prodígios de informação e de cálculo, mas ainda não conhece, nas engrenagens perfeitas em que se expressam as leis de causa e efeito que lhe presidem a experiência e o destino.

Utiliza a energia nuclear, todavia, ignora ainda toda a extensão dos poderes do espírito.

Realiza voos espaciais aplicando os princípios da astronáutica, entretanto, é compelido a receber aulas de relacionamento humano a fim de harmonizar-se com os vizinhos que não lhe adotem o modo de pensar ou de crer.

Vacina-se contra a poliomielite, mas não consegue, por enquanto, imunizar-se contra os perigos do ódio e do ressentimento, da discórdia e do desespero.

Desfruta os recursos do subsolo, até mesmo do próprio mar, e descobre minas de nitrogênio nos céus que o rodeiam, no entanto, não sabe manejar, senão muito imperfeitamente, os valores da alma.

*

Compreendamos que a Humanidade atual efetua proezas admiráveis em todos os domínios da natureza física, mas é necessário que os nossos corações se adaptem às leis do bem que Jesus nos legou, de modo a irmanar-nos e a respeitar-nos uns aos outros, sem o que o lazer na Terra ser-nos-á fator desencadeante de tédio e delinquência e a grandeza exterior se nos erguerá em soberbo palácio – onde prosseguiremos sofrendo à míngua de amor.

 

“Em nossa reunião pública, no início das tarefas em pauta, O evangelho segundo o espiritismo, no capítulo XX, item 4, nos ofereceu a preleção sobre a ‘Missão dos espíritas’. No término dos estudos, o nosso caro Emmanuel escreveu os apontamentos que lhe passo às mãos. É uma página que nos leva a refletir profundamente quanto à necessidade das lições de Jesus em nossas experiências”. Francisco Cândido Xavier

 

LEITURA DO EVANGELHO

Capítulo 20 – TRABALHADORES DA ÚLTIMA HORA

II – Missão dos Espíritas

ERASTO

Paris, 1863

4 – Não percebeis desde já a formação da tempestade que deve assolar o Velho Mundo, e reduzir a nada a soma das iniquidades terrenas? Ah, bendizei o Senhor, vós que tendes fé na sua soberana justiça, e que, novos apóstolos da crença revelada pelas vozes proféticas superiores, ides pregar o dogma novo da reencarnação e da elevação dos Espíritos, segundo o bom ou mau desempenho de suas missões e a maneira porque suportaram as suas provas terrenas. Deixai de temores! As línguas de fogo estão sobre as vossas cabeças. Oh, verdadeiros adeptos do Espiritismo: vós sois os eleitos de Deus! Ide e pregai a palavra divina. É chegada a hora em que devem sacrificar os vossos hábitos, os vossos trabalhos, as vossas futilidades, à sua propagação. Ide e pregai: os Espíritos elevados estão convosco. Falareis, certamente, a pessoas que não quererão escutar a palavra de Deus, porque essa palavra os convida incessantemente ao sacrifício.

Pregareis o desinteresse aos avarentos, a abstinência aos dissolutos, a mansidão aos tiranos domésticos e aos déspotas: palavras perdidas, bem sabem, mas que importa! É necessário regar com o vosso suor o terreno em que deveis semear, porque ele não frutificará, não produzirá, senão sob os esforços incessantes da enxada e da charrua evangélicas. Ide e pregai!

Sim, vós todos, homens de boa-fé, que tendes consciência de vossa inferioridade, ao contemplar no infinito os mundos espaciais, parti em cruzada contra a injustiça e a iniquidade. Ide e aniquilai o culto do bezerro de ouro, que dia a dia mais se expande. Ide, que Deus vos conduz! Homens simples e ignorantes, vossas línguas se soltarão, e falareis como nenhum orador sabe falar. Ide e pregai, que as populações atentas receberão com alegria as vossas palavras de consolação, de fraternidade, de esperança e de paz.

Que importam as ciladas que armarem no vosso caminho? Somente os lobos caem nas armadilhas de lobos, pois o pastor saberá defender as suas ovelhas contra os carrascos imoladores.

Ide, homens que sois grandes perante Deus, e que, mais felizes do que Tomé, credes sem querer ver e aceitais os fatos da mediunidade, mesmo quando nada conseguistes obter por vós mesmos. Ide: o Espírito de Deus vos guia!

Marcha, pois, para frente, grandiosa falange da fé! E os pesados batalhões dos incrédulos se desvanecerão diante de ti, como as névoas da manhã aos primeiros raios de Sol.

A fé é a virtude que transporta montanhas, disse Jesus. Mas, ainda mais pesadas que as maiores montanhas, são as jazidas da impureza e de todos os vícios da impureza, no coração humano. Parti, pois, cheios de coragem, para remover essas montanhas de iniqüidades que as gerações futuras não devem conhecer, senão como pertencentes à idade das lendas, da mesma maneira como só imperfeitamente conheceis os períodos anteriores à civilização pagã.

Sim, as revoluções morais e filosóficas vão eclodir em todos os pontos do globo. Aproxima-se a hora em que a luz divina brilhará sobre os dois mundos.

Ide, pois, levando a palavra divina aos grandes, que a desdenharão; aos sábios, que desejarão prová-la; e aos simples e pequeninos, que a aceitarão, pois principalmente entre os mártires do trabalho, nesta expiação terrena, encontrareis entusiasmo e fé. Ide, que estes receberão jubilosos, agradecendo e louvando a Deus, a consolação divina que lhes oferecerdes; e, baixando a fronte, renderão graças pelas aflições que a Terra lhes reservou.

Arme-se de decisão e coragem a vossa falange! Mãos à obra! O arado está pronto, a terra preparada: arai!          

Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que vos concedeu. Mas, cuidado, que entre os chamados para o Espiritismo, muitos se desviaram da senda! Atentai, pois, no vosso caminho, e buscai a verdade.

Perguntareis, então: Se entre os chamados para o Espiritismo, muitos se transviaram, como reconhecer os que se acham no bom caminho?

Responderemos: Podeis reconhecê-los pelos ensinos e a prática dos verdadeiros princípios da caridade; pela consolação que distribuírem aos aflitos; pelo amor que dedicarem ao próximo; pela sua abnegação e o seu altruísmo. Podeis reconhecê-los, finalmente, pela vitória dos seus princípios, porque Deus quer que a sua lei triunfe, e os que a seguem são os escolhidos, que vencerão. Os que, porém, falseiam o espírito dessa lei, para satisfazerem sua vaidade e sua ambição, esses serão destruídos.

 

REFLEXÕES: Vamos refletir sobre as palavras de Erasto aos espíritas, conclamando a todos nós a cumprirmos com nossa tarefa na terra, falando-nos do compromisso e da responsabilidade que abraçamos perante a doutrina Espírita. Erasto vai citando as qualificações que o verdadeiro espírita deve empenhar-se em conquistar, para poder vivenciar essa responsabilidade. O espiritismo ensina que Deus não privilegia ninguém, não faz distinção entre seus filhos. Em consequência, não eleva uns em detrimento de outros. Os eleitos de Deus são todos aqueles que, tendo compreendido, mais ou menos, as leis divinas, aceitam a responsabilidade de viver de acordo com elas no dia-a-dia. Porém, somente a aceitação não salva ninguém; o Espírito se eleva quando usa seus conhecimentos, ou seja, quando se esforça por viver os ensinos de Jesus, que é trabalho de cada um. O verdadeiro espírita não pode considerar-se superior a ninguém, visto que sabe ser um Espírito, ainda muito inferior, tanto que faz parte de uma humanidade sujeita a provas e expiações, pelos muitos erros já praticados, mas sabe também, que é e que continua sendo um filho querido de Deus, a caminho da perfeição e da felicidade, tanto quanto os demais; por isso combate em si o orgulho e o egoísmo, tentando desenvolver o amor que existe em sua essência. Escreve também Erasto sobre o futuro da Terra e de sua humanidade, quando ela passar à categoria de mundo regenerado e da missão do espiritismo, através dos espíritas, na melhoria dessa humanidade. E à pergunta, como reconhecer os espíritas que perseveram no bom caminho, responde, que os bons espíritas são e serão reconhecidos pela seu ensino e pela pratica dos princípios “da caridade; pela consolação que distribuem aos aflitos; pelo amor que dedicam ao próximo; pela sua abnegação e seu altruísmo”, ou seja, pela vivência evangélica, no seu sentir, pensar e agir, na sua vivência e não somente pelo conhecimento e aceitação dos princípios do espiritismo. Pensemos nisto!

 

PRECE E VIBRAÇÕES –

 

"Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia." [Emmanuel / Chico Xavier]

 

Deus Pai, todo poderoso, Senhor de tudo e de todos, criador da vida.

Aqui estamos sedentos do teu amor. Sabemos que infinita é tua misericórdia e hoje, elevamos os pensamentos a Vós para emanar boas vibrações a todos os lares.

Senhor, pedimos que Tua Luz envolva aos teus filhos que ainda se encontrem nas trevas da dor e da angústia...

Pedimos e vibramos pelos pais angustiados, pelos filhos chorosos e irmãos rancorosos...

Que todos os lares sintam a tua presença divina e todos os habitantes sejam iluminados pela Luz do Teu imenso amor, que a espiritualidade amiga se faça presente levando consolo, paz e esperança a cada lar necessitado do Teu amparo.

Que os pais abracem seus filhos oferecendo-lhes o aconchego e proteção, que os filhos sintam-se protegidos e amados; que a saúde de cada ente querido seja restabelecida, que as famílias enlutadas recebam o conforto e a certeza de um reencontro no futuro, que todos os vícios sejam extintos do seio familiar, que reine sempre a solidariedade, o perdão e o amor.

E assim, envolvidos em Teu imenso amor vibramos pelo nosso planeta, por todos os países e por todos seus governantes para que a paz se estabeleça entre todos os povos.

Vibramos por nossa Casa Espírita e por todos os trabalhadores, que o doce e meigo amor de Jesus se faça sempre presente. Que benfeitores espirituais, que envolvam toda a extensão de nossa Casa com uma luz brilhante e protetora, fortalecendo espiritualmente e amparando a todos os que ali adentrarem.

Vibramos pelos que estão passando por dificuldades materiais, espirituais e emocionais; por todos os que carregam mágoas, revoltas e ódio em seus corações.

Rogamos Pai, luzes de amor para os nossos supostos inimigos encarnados e desencarnados, que saibamos perdoar, para sermos igualmente perdoados.

E finalmente, pedimos por todos nós Senhor, que as reflexões de hoje nos auxilie a revermos nossas atitudes e nos torne pessoas melhores.

Que os fluídos divinos depositados em nossas águas nos dê saúde e vitalidade, força e coragem para nossa transformação moral e espiritual.

Conceda-nos, Pai, força e coragem para vivenciarmos os ensinamentos de Jesus, para combatermos em nós o orgulho e o egoísmo e assim, desenvolvermos em nós o Amor que Jesus nos ensinou e sermos reconhecidos por muito amar.

Que assim seja.

Graças a Deus, Graças a Jesus.

 

Paz e Luz a todos.

comments powered by Disqus