Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Hora do Evangelho no Lar -Cap. 21, itens 6/7- Não acrediteis em todos os Espíritos- segundas, 12hs.

Departamento de Evangelho no Lar - CEFA - segunda-feira, 11 de julho de 2016
HORA DO EVANGELHO NO LAR

Acautelai-vos, que ninguém vos engane; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mateus, 24: 4,5.)

 

PRECE INICIAL

Queridos irmãos, que a Paz de Jesus nos envolva neste momento.

Vamos asserenando pensamentos e emoções, acalmando nossos corações, nos distanciando dos barulhos exteriores e elevando nossos pensamentos ao alto.

Jesus, Mestre Amigo de todas as horas, nós te pedimos que nos abençoe, nos proteja em todos os momentos de nossas vidas, em especial, neste momento em que nos preparamos para o Estudo do Seu Evangelho.

Que o estudo de hoje possa tocar nossos corações e nos auxiliar em nossa transformação moral.

Agradecemos Mestre por tudo que tem nos proporcionado, por nos envolver em Teu Amor e em Tua Luz proporcionando-nos dias mais leves e serenos.

E assim, Mestre Jesus com Tua permissão e com a presença dos benfeitores espirituais que conduzem este trabalho, damos início as nossas reflexões.

Permaneça conosco Mestre, por hoje, amanhã e sempre.

Que assim seja!

Graças a Deus, Graças a Jesus.

 

MENSAGEM INICIAL

“Falso Profeta”

Falso profeta não é somente aquele que perturba o serviço da fé religiosa.

Sempre que negamos a execução fiel dos nossos deveres, somos mistificadores, diante da Lei Divina, que nos emprestou os dons da Terra, em favor do aprimoramento de nós mesmos.

Na maledicência, somos falsos profetas da fraternidade.

Na discórdia, somos falsos profetas mistificadores da paz.

Na preguiça, somos falsos profetas charlatães do trabalho.

Na indiferença, somos falsos profetas inimigos do dever.

Toda vez que olvidamos as nossas obrigações de solidariedade para com os nossos semelhantes, que prejudicamos o serviço que nos cabe atender, que fugimos aos nossos testemunhos de humildade, que oprimimos as criaturas inferiores, somos falsos profetas do ideal superior que abraçamos com o Cristo.

A Terra é a nossa escola.

O Lar é o nosso templo.

O Próximo é o nosso irmão.

A Humanidade é a nossa família.

A Luta é o nosso aprendizado.

A Natureza é o livro sublime da vida.

Não nos esqueçamos, assim, de que, um dia, seremos chamados à prestação de contas dos talentos e dos favores que hoje desfrutamos, para resgatar o dia de ontem e santificar o dia de amanhã.

Extraído do livro " Levantar e Seguir" – Emmanuel, psicografado por Chico Xavier

 

LEITURA DO EVANGELHO

CAPÍTULO XXI – Falsos Cristos e Falsos Profetas

Não acrediteis em todos os Espíritos

6 – Caríssimos, não acrediteis em todos os Espíritos, mas provai se os Espíritos são de Deus, porque são muitos os falsos profetas, que se levantaram no mundo. (João, Epístola I, cap. IV: 1).

7 – Os fenômenos espíritas, longe de confirmarem os falsos cristos e os falsos profetas, como algumas pessoas gostam de dizer, vêm, pelo contrário, dar-lhes o último golpe. Não soliciteis milagres nem prodígios ao Espiritismo, porque ele declara formalmente que não os produz. Da mesma maneira que a Física, a Química, a Astronomia, a Geologia, revelaram as leis do mundo material, ele vem revelar outras leis desconhecidas, que regem as relações do mundo corpóreo com o mundo espiritual. Essas leis, tanto quanto as científicas, pertencem também à natureza. Dando, assim, a explicação de uma ordem de fenômenos até agora incompreendidos, o Espiritismo destrói o que ainda restava do domínio do maravilhoso.

Como se vê, os que fossem tentados a explorar esses fenômenos em proveito próprio, fazendo-se passar por enviado de Deus, não poderiam abusar por muito tempo da credulidade alheia, e bem logo seriam desmascarados. Aliás, como já ficou dito, esses fenômenos nada provam por si mesmos: a missão se prova por efeitos morais, que nem todos podem produzir. Esse é um dos resultados do desenvolvimento da ciência espírita, que pesquisando a causa de certos fenômenos, levanta o véu de muitos mistérios. Os que preferem a obscuridade à luz, são os únicos interessados em combatê-la. Mas a verdade é como o Sol: dissipa os mais densos nevoeiros.

O Espiritismo vem revelar outra categoria de falsos cristos e de falsos profetas, bem mais perigosa, e que não se encontra entre os homens, mas entre os desencarnados. É a dos Espíritos enganadores, hipócritas, orgulhosos e pseudo-sábios, que passaram da Terra para a erraticidade e se disfarçam com nomes veneráveis, para procurar, através da máscara que usam, tornar aceitáveis as suas ideias, frequentemente as mais bizarras e absurdas. Antes que as relações mediúnicas fossem conhecidas, eles exerciam a sua ação de maneira mais ostensiva, pela inspiração, pela mediunidade inconsciente, auditiva ou de incorporação. O número dos que, em diversas épocas, mas sobretudo nos últimos tempos, se apresentaram como alguns dos antigos profetas, como o Cristo, como Maria, e até mesmo como Deus, é considerável.

São João nos põe em guarda contra eles, quando adverte: “Meus bem amados, não acrediteis em todos os Espíritos, mas provai se os Espíritos são de Deus; porque muitos falsos profetas se têm levantado no mundo”. O Espiritismo nos oferece os meios de experimentá-los, ao indicar as características pelas quais se reconhecem os bons Espíritos, características sempre morais e jamais materiais. (Ver o Livro dos Médiuns, Caps. 24 e segs.). É sobretudo ao discernimento dos bons e dos maus Espíritos, que podemos aplicar as palavras de Jesus: “Reconhece-se à árvore pelos seus frutos; uma boa árvore não pode dar maus frutos, e uma árvore má, não pode dar bons frutos”. Julgam-se os Espíritos pela qualidade de suas obras, como a árvore pela qualidade de seus frutos.

 

REFLEXÕES: Profeta no sentido evangélico significa aquela pessoa que anuncia os designíos divinos, que prediz acontecimentos por inspiração de Deus. O verdadeiro profeta, encarnado ou desencarnado, é aquele que vive e exterioriza a caridade, o amor, a indulgência, a bondade, tendo o coração e mente voltados para os ensinos de Jesus. E o que são os falsos profetas? São todos aqueles que conscientes do que fazem e conhecedores da verdade negam o erro por orgulho, interesse, e até por maldade. São egoístas, astuciosos, intolerantes e fanáticos. Servem-se de todos os meios para prevalecer suas ideias, confundindo as almas simples e confiantes
Esses “profetas” valem-se do nome de Deus e de Jesus para alcançar os seus objetivos. Então, se as palavras e os atos forem de Bondade, Caridade, Indulgência e Amor, são confiáveis os seus autores. Mas, se os objetivos forem a divisão, os ataques, as calúnias, a imposição de ideias pessoais, então estamos no terreno escorregadio das falsidades. Recorramos sempre ao Evangelho de Jesus, que com os seus ensinamentos seguros esclarece as nossas dúvidas.

 

VIBRAÇÕES E PRECE DE ENCERRAMENTO 

"Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia." [Emmanuel / Chico Xavier]

"Porque onde estiverem reunidos em meu nome, lá estarei presente."  Jesus. (MATEUS, 18:20.)

 

E assim, Mestre Amado, agradecidos por mais esse encontro vamos juntos vibrarmos por todos os nossos semelhantes, encarnados ou desencarnados, que se encontram mais necessitados do que nós.

Vibramos inicialmente, por todas as nações, por nosso Brasil, por todos os povos para que a Paz e Harmonia se estabeleçam,

Vibramos por nossas crianças, por nossos jovens, por nossos idosos, por todos os enfermos do corpo e do espírito, por todos que estão desempregados. Mestre que todos sejam envolvidos em vibrações de paz, de energias sustentadoras, que recebam o lenitivo para suas dores e que sintam-se revigorados na fé, no amor, que sejam sempre protegidos e amparados em suas necessidades.

Vibramos Senhor por todos aqueles que levam o Teu Evangelho de Luz a todos os lugares, por nossos irmãos da nossa Associação de Divulgação da Doutrina Espírita, por nossos amigos e nossos familiares e também Senhor por aqueles que se consideram nossos inimigos. Que todos tenham sempre força e coragem para a execução de suas tarefas, que sejam envolvidos no amor do Pai.

Deixamos uma vibração amorosa em aberto para que a espiritualidade leve onde for mais necessária.

Mestre Amado, Te pedimos: estenda Tuas Mãos sobre nós, Senhor, para que os pequenos ou os grandes pontos de sofrimento que trazemos em nossos corações e que se chamam amargura, tristeza, raiva, decepção, mágoas... sejam levados para longe, um a um para não mais voltarem!...e assim, pouco a pouco nossas emoções se esvaziem das negatividades e passemos a sentir o alivio, a serenidade a nos envolver e a nos preparar para a renovação de nossas energias. Vamos sentimos o calor das Luzes emanadas através das Mãos do Senhor, a nos envolverem e nos proporcionarem conforto e segurança. Pétalas de flores perfumadas e coloridas recaem sobre nós, como uma chuva suave, essas pétalas restauram nossos sentimentos, nossas emoções, nossas energias e nos proporcionam equilíbrio, paz, tranquilidade, serenidade. Através delas, nossas águas são fluidificadas e os nossos ambientes higienizados, perfumados e protegidos, em todos os cantos e recantos.

Mestre Jesus, nós Te agradecemos por este dia, por semana que se inicia, pelos momentos de estudo, de reflexão, prece e refazimento. Obrigada Senhor.

Permaneça conosco hoje e sempre. Que assim seja.

Graças a Deus, graças a Jesus.

 

Desejamos a todos uma semana abençoada!

Paz e Luz!

comments powered by Disqus