Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Hora do Evangelho no Lar - Ressurreição e Reencarnação - segundas-feiras Às 12hs

Departamento do Evangelho no Lar - CEFA - segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

HORA DO EVANGELHO NO LAR      

PRECE

Queridos irmãos, muita paz e muita Luz para todos. Vamos orar:

Vamos, neste momento, buscando a figura amorosa de Jesus, Orientador Maior de nossa existência. Mestre Jesus, neste momento em que nos reunimos para falar de Teu Evangelho, nós te pedimos fique conosco, que nos ampare, que nos fortaleça, que nos envolva em Tuas vibrações amorosas para que juntos, possamos entrar na Tua sintonia, no clima elevado e procurar Senhor, recursos para modificar a nossa existência.

Sabemos Senhor, que precisamos, urgentemente, reviver os Teus ensinamentos, praticando-os em nossas vidas, transformando-nos em criaturas melhores, para que o nosso futuro seja um futuro mais feliz.

Obrigada Jesus, pela oportunidade da Doutrina Espírita em nossas vidas, pelo estudo edificante, pela oportunidade de reflexões saudáveis.

Que em Teu nome Mestre Jesus, em nome da espiritualidade amiga que coordena esta tarefa, mas sobretudo em nome de Deus, iniciamos mais um Estudo do Evangelho.
Que assim seja!

MENSAGEM INICIAL
Perante a Reencarnação
Não perderás tempo, reclamando contra a vida.
Na hipótese de que te empenhes realmente pela aquisição do conhecimento espírita, reflete na lei da reencarnação.
És um espírito eterno envergando temporária forma física, à maneira de um servidor vestindo uniforme de trabalho, francamente deteriorável e passageiro.
Observa os próprios hábitos e tendências e perceberás o que foste nas existências passadas.

Analisa os que te rodeiam, no círculo doméstico-social e identificarás com quem te comprometeste para sanar os próprios débitos ou traçar a própria senda de elevação.
Estuda o quadro que te emoldura as atividades e anotarás de que ponto deves partir em demanda à melhoria.
Sobretudo, é preciso ponderar que se ninguém nasce para o mal, muito menos renascerá para reconstruí-lo ou reafirmá-lo.
Um aluno repete o currículo de lições no objetivo de ganhar a frente, não para acomodar-se à retaguarda.

Convence-te de que retornamos à Terra com o fim de ampliar os valores do bem, cada vez mais.
Indispensável corrigir-nos naquilo que erramos.

Replantar dignamente a leira do destino que relegamos outrora ao relaxamento.
Levantar aqueles que impelimos à queda.
Amar os que aborrecemos.
Acender alegria nos corações que encharcamos de lágrimas.

Estás hoje no lugar e na posição em que podes claramente doar à vida, na pessoa dos outros, tudo aquilo que és capaz de sentir, pensar, falar ou fazer de melhor.

Extraído do Livro Portal da Luz. Emmanuel/Francisco Cândido Xavier.

LEITURA DO EVANGELHO

Cap. IV - NINGUÉM PODERÁ VER O REINO DE DEUS SE NÃO NASCER DE NOVO

- RESSURREIÇÃO E REENCARNAÇÃO - itens 14 a 17                                                       

14 – Quando o homem morre uma vez, e seu corpo, separado do espírito, é consumido, em que se torna ele? Tendo o homem morrido uma vez, poderia ele reviver de novo? Nesta guerra em que me encontro, todos os dias de minha vida, estou esperando que chegue a minha mutação (Job, XIV: 10-14, segundo a tradução de Sacy).

Quando o homem morre, perde toda a sua força e expira depois, onde está ele? Se o homem morre, tornará a viver? Esperarei todos os dias de meu combate, até que chegue a minha transformação? (Id. Tradução protestante de Osterwald).

Quando o homem está morto, vive sempre; findando-se os dias da minha existência terrestre, esperarei, porque a ela voltarei novamente. (Id. Versão da Igreja Grega).

15 – O princípio da pluralidade das existências está claramente expresso nessas três versões. Não se pode supor que Job quisesse falar da regeneração pela água do batismo, que ele certamente não conhecia. “Tendo o homem morrido uma vez, poderia ele reviver de novo?” A idéia de morrer uma vez e reviver implicam a de morrer e reviver muitas vezes. A versão da Igreja Grega é ainda mais explicita, se possível: “Findando-se os dias da minha existência terrestre, esperarei, porque a ela voltarei novamente”. Quer dizer: eu voltarei à existência terrena. Isto é tão claro como se alguém dissesse. “Saio de casa, mas a ela voltarei.”

“Nesta guerra em que me encontro, todos os dias de minha vida, estou esperando que chegue a minha mutação”. Job quer falar, evidentemente, da luta que sustenta as misérias da vida. Ele espera a sua mutação, ou seja, ele se resigna. Na versão grega, a expressão “esperarei”, parece antes se aplicar à nova existência: “Findando-se os dias da minha existência terrestre, esperarei, porque a ela voltarei novamente”, Job parece colocar-se, após a morte, num intervalo que separa uma existência de outra, e dizer que ali esperará o seu retorno.

16 – Não é, pois, duvidoso, que sob o nome de ressurreição, o princípio da reencarnação fosse uma das crenças fundamentais dos judeus, e que ela foi confirmada por Jesus e pelos profetas, de maneira formal. Donde se segue que negar a reencarnação é renegar as palavras do Cristo. Suas palavras, um dia, constituirão autoridade sobre este ponto, como sobre muitos outros, quando forem meditadas sem partidarismo.

17 – A essa autoridade, de natureza religiosa, virá juntar-se no plano filosófico, a das provas que resultam da observação dos fatos. Quando dos efeitos se quer remontar às causas, a reencarnação aparece como uma necessidade absoluta, uma condição inerente à humanidade, em uma palavra, como uma lei da natureza. Ela se revela, pelos seus resultados, de maneira por assim dizer material, como o motor oculto se revela pelo movimento que produz. Somente ela pode dizer ao homem de onde ele vem, para onde vai, por que se encontra na Terra, e justificar todas as anomalias e todas as injustiças aparentes da vida.

Sem o princípio da preexistência da alma e da pluralidade das existências, a maior parte das máximas do Evangelho são ininteligíveis, e por isso tem dado motivo a interpretações tão contraditórias. Esse princípio é a chave que deve restituir-lhes o verdadeiro sentido.

(1) A tradução de Osterwald está conforme o texto primitivo, e traz: não renascer da água e do Espírito. A de Sacy diz do Espírito Santo. A de Lamennais também diz: Espírito Santo.

 

REFLEXÕES: Para o desenvolvimento do dogma da reencarnação, ver O Livro dos Espíritos, caps IV – PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS e V – CONSIDERAÇÕES SOBRE A PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS.

 

PRECE E VIBRAÇÕES -
"Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia." [Emmanuel / Chico Xavier]

Caminhando para o encerramento de nossas reflexões, vamos unindo nossos corações, nossos pensamentos e sentimentos e agradecer a Jesus por estes momentos de paz e reflexão, em que estivemos reunidos através do meio virtual, com nossos corações repletos de gratidão, pedimos a Jesus que suas Luzes de bênçãos fluidifiquem nossas águas e envolvam a todos os que nos acompanham em nossos estudos.

E juntos vibramos para que se estabeleça a Paz Mundial e a harmonia entre os povos. Vibramos pelo nosso Brasil e nossos governantes.

Que todos os que estão em sofrimento neste momento, encarnados e desencarnados, recebam os lenitivos para suas dores;

Que aqueles que se encontram presos aos vícios encontrem o caminho da libertação.

Abençoe e fortaleça Senhor, todos aqueles que estão desempregados e que buscam um caminho digno para sobreviver.

Abençoe nossos familiares, amigos e principalmente aqueles que se consideram nossos inimigos.

Neste período em que a população está às voltas com o Carnaval, nós te pedimos Senhor por todos aqueles que extrapolam e que se deixam envolver pelas más influências, que eles possam Senhor lembrar de Ti.

Divino Amigo esteja sempre ao nosso lado para que tenhamos discernimento em nossas vidas.

Te agradecemos Senhor pelo privilégio do estudo edificante e do trabalho no bem, mas Te agradecemos principalmente pela Tua presença em nossas vidas.

Permaneça sempre conosco Senhor e que Assim seja!

Graças a Deus, graças a Jesus.

 

Uma ótima e abençoada semana.

Paz e Luz!

comments powered by Disqus