Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

OS DÍZIMOS, Boa Nova Celestial

Abrahão Ribeiro-Foz do Iguaçu -PR - segunda-feira, 23 de novembro de 2015

OS DÍZIMOS, Boa Nova Celestial

                                                 
   Estão instituídos no Antigo Testamento das Escrituras, porém eis a sua finalidade sócio-religiosa nos tempos primitivos:

 

         Moisés, visionário com grande vontade idealista, depois de libertar os hebreus da escravidão secular no Egito, agrupou essas tribos na travessia por regiões áridas e caminhou na busca da terra idealizada em suas visões: "Canaã", onde fundou o Reino de Israel. Para manter essas tribos unidas no trabalho ativo que manasse leite e mel passou a organizar leis civis com caráter religioso. À classe sacerdotal cabia velar pela aplicação dessas leis, e falavam ao povo em nome deum único Deus, ou seja: eram contra o politeísmo - muitos deuses pagãos (Consultar livros bíblicos: Êxodo, Levítico e Deuteronômio)

                    O que significavam os dízimos? 
        - Recolhimento de arrecadações tributárias, décima parte das riquezas que funcionavam como um "Fundo Social" para amparar os órfãos, as viúvas, os enfermos, os idosos na comunidade que estavam inabilitados para o trabalho comunitário, e até mesmo socorrer estrangeiros que, por acaso, transitavam em território hebreu e que estivessem passando por necessidades especiais (Deuteronômio 14. 28 a 29 e Deuteronômio 26 12. a 13)

                                                    

              E qual a importância religiosa do dízimo nas Escrituras do Antigo Testamento? Funcionava como um valor moral: pagamento pela expiação de um pecado, uma transgressão da lei civil e religiosa (Êxodo 30. 11 a 16), conforme descreve: "E tomarás o dinheiro das expiações dos filhos de Israel e o darás ao serviço da Tenda da congregação, e será para memória diante do Senhor para fazer expiação por vossas almas - vide livro de Números 18. 23 a 24 /Igualmente, na atualidade, a Justiça Civil condena socialmente infrações de réus primários em prestação de serviços comunitários.
             
         Quem eram os responsáveis para administrar a arrecadação dos dízimos? - Os Sacerdotes (líderes religiosos  na comunidade)E onde se depositava os dízimos? - Na Casa do Tesouro - Era como se fosse uma casa nacional da moeda, isto é: onde se guardavam os valores tributados e que eram destinados à assistência social das comunidades hebraicas.

            Vide Escritura - "Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro, para que haja mantimento em minha Casa, ou seja: Nação, comunidade Malaquias 3. 10 / Pois "Deus que criou o Universo, Senhor do Céu e da Terra não habita em templos (de pedra) feitos por mãos de homens - Atos 17. 24" E, sim, o Espírito de Deus habita nos homens de bem, ou seja: os corações que sentem e vivem os ideais de Jesus  - I Corintios 3. 16

                                                    

            Jamais nas Escrituras do Antigo Testamento mencionam ensinamentos que aprovam o uso indevido dos dízimos, ou seja, contrários à ajuda social das comunidades dos povos hebreus. E caso houvesse desvios dos dízimos depositados na Casa do Tesouro, e que já estavam consagrados no Altar para a obra assistencial às comunidades carentes... não haveria clemencia com o infrator. O responsável da guarda do dizimo que corrompesse o real sentido do dízimo era punido com a pena de morte, vide Levítico 27. 28 a 33

             

Voz

Q

Clama

http://vozqclamabr.blogspot.com/

Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E

http://voz-doespirito.blogspot.com.br/



comments powered by Disqus