Associação de Divulgação da Doutrina Espírita

São José do Rio Preto - SP

Hora do Evangelho no Lar - A Piedade (Cap. XIII - item III )- Todas as segundas - 12 hs.

Centro Espírita Francisco de Assis - Depto do Evangelho no Lar - segunda-feira, 29 de junho de 2015

HORA DO EVANGELHO NO LAR
“A piedade é a virtude que mais vos aproxima dos anjos. É a irmã de caridade que vos conduz para Deus.”
ESE – Cap. XIII – item III.

PRECE INICIAL
Queridos irmãos...que Jesus nos abençoe em mais um estudo do Evangelho.
Vamos acalmando nossos corações, colocando nossas angustias e nossas aflições nas Mãos Misericordiosas de Jesus e suplicar a Ele que nos ampare, fortaleça e nos abençoe.
Vamos deixando fluir em nossa mente, em nossos sentimentos a Paz que Jesus nos deu e rogarmos: Jesus Amigo, neste momento, rogamos para que renove nossas esperanças, para que a cada dia estejamos mais fortalecidos no Teu Amor, na Tua bondade e compreensão. Mostra-nos Senhor Tua Luz para nos guiar quando nos encontrarmos perdidos pelos caminhos dos desentendimentos. Abençoa nossos passos e inspira-nos o entendimento, principalmente neste momento em que estamos reunidos para o estudo do Teu Evangelho de Luz.
Envolva-nos em com Teu Amor, permitindo a presença de nossos mentores e benfeitores espirituais para nos auxiliarem o entendimento da lição de hoje e principalmente para nos auxiliarem a aplicá-las em nosso dia a dia.
E assim, em Teu nome, com Tua proteção e amparo, em nome de Francisco de Assis e acima de tudo, em nome de Deus, damos inicio aos estudos de hoje.
Que assim seja!

MENSAGEM INICIAL
Piedade em Casa
Não aguardes as ocorrências da dor para desabotoares a flor da piedade no coração.
Sê afável com os teus, sê gentil em casa, sê generoso onde estiveres.
No lar, encontrarás múltiplas ocasiões, cada dia, para o cultivo da celeste virtude.
Tolera, com calma silenciosa, a cólera daqueles que vivem sob o teto que te agasalha.
Não pronuncies frases de acusação contra o parente que se ausentou por algumas horas.
Não te irrites contra o irmão enganado pela vaidade ou pelo orgulho que se transviou nos vastos despenhadeiros da ilusão.
Na tarefa de esposo, desculpa a fraqueza ou a exasperação da companheira, nos dias cinzentos da incompreensão; e, no ministério da esposa, aprende a perdoar as faltas do companheiro e a esquecê-las, a fim de que ele se fortaleça no crescimento do bem.
Se és pai ou mãe, compadece-te de teus filhos, quando estejam dominados pela indisciplina ou pela cegueira; e, se és filho ou filha, ajuda aos pais, quando sofram nos excessos de rigorismo ou na intemperança mental.
Compreende o irmão que errou e ajuda-o para que não se faça pior, e capacita-te de que toda revolta nasce da ignorância para que as tuas horas no lar e no mundo sejam forças de fraternidade e de auxílio.
Quando estiveres à beira da impaciência ou da ira, perdoa setenta vezes sete vezes e adota o silêncio por gênio guardião de tua própria paz.
Compadece-te sempre.


XAVIER, Francisco Cândido. Alvorada do Reino. Pelo Espírito Emmanuel.


LEITURA DO EVANGELHO

Cap.13 – QUE VOSSA MÃO ESQUERDA NÃO SAIBA O QUE FAZ A DIREITA.
INSTRUÇÃO DOS ESPÍRITOS:
III – A Piedade
                                                                                                                                         MICHEL
                                                                                                                               Bordeaux, 1862
17 – A piedade é a virtude que mais vos aproxima dos anjos. É a irmã de caridade que vos conduz para Deus. Ah!, deixai vosso coração enternecer-se, diante das misérias e dos sofrimentos de vossos semelhantes. Vossas lágrimas são um bálsamo que derramais nas suas feridas. E quando, tocados por uma doce simpatia, conseguis restituir-lhes a esperança e a resignação, que ventura experimentais! É verdade que essa ventura tem um certo amargor, porque surge ao lado da desgraça; mas se não apresenta o forte sabor dos gozos mundanos, também não traz as pungentes decepções do vazio deixado por estes; pelo contrário, tem uma penetrante suavidade, que encanta a alma.
A piedade, quando profundamente sentida, é amor: o amor é devotamento é o olvido de si mesmo; e esse olvido, essa abnegação pelos infelizes, é a virtude por excelência, aquela mesma que o divino Messias praticou em toda a sua vida, e ensinou na sua doutrina tão santa e sublime. Quando essa doutrina for devolvida à sua pureza primitiva, quando for admitida por todos os povos, ela tornará a Terra feliz, fazendo reinar na sua face à concórdia, a paz e o amor.
O sentimento mais apropriado a vos fazer progredir, domando vosso egoísmo e vosso orgulho, aquele que dispõe vossa alma à humildade, à beneficência e ao amor do próximo, é a piedade, essa piedade que vos comove até as fibras mais íntimas, diante do sofrimento de vossos irmãos, que vos leva a estender-lhes a mão caridosa e vos arranca lágrimas de simpatia. Jamais sufoqueis, portanto, em vossos corações, essa emoção celeste, nem façais como esses endurecidos egoístas que fogem dos aflitos, para que a visão de suas misérias não lhes perturbe por um instante a feliz existência. Temei ficar indiferente, quando puderdes ser úteis! A tranqüilidade conseguida ao preço de uma indiferença culposa é a tranqüilidade do Mar Morto, que oculta na profundeza de suas águas a lama fétida e a corrupção.
Quanto a piedade está longe, entretanto, de produzir a perturbação e o aborrecimento de que se arreceia o egoísta! Não há dúvida que a alma experimenta, ao contato da desgraça alheia, confrangendo-se, um estremecimento natural e profundo, que faz vibrar todo o vosso ser e vos afeta penosamente. Mas compensação é grande, quando conseguis devolver a coragem e a esperança a um irmão infeliz, que se comove ao aperto da mão amiga, e cujo olhar, ao mesmo tempo umedecido de emoção e recolhimento, se volta com doçura para vós, antes de se elevar ao céu, agradecendo por lhe haver enviado um consolador, um amparo. A piedade é a melancólica, mas celeste precursora da caridade, esta primeira entre as virtudes, de que ela é irmã, e cujos benefícios prepara e enobrece.
Faça aqui suas reflexões sobre a lição estudada.

VIBRAÇÕES

"Porque onde estiverem reunidos em meu nome, lá estarei presente." Jesus. (MATEUS, 18:20.)

Após a Leitura do Evangelho, com nossos corações pacificados e desejosos de sermos obreiros na Seara do Mestre, vamos nos doar, vamos vibrar em benefício de nosso planeta e daqueles que tanto necessitam.

Deus, nosso Pai misericordioso e bom!
Diante das sombras que se espalham sobre o nosso planeta, desejamos rogar a sua ajuda, como jamais o fizemos antes. Sabemos que o Senhor sabe tudo o que acontece em nosso Planeta, mas desejamos externar nosso singelo apelo.
Senhor, muitos dos seus filhos se esqueceram que são filhos da luz e continuam insistentemente disseminando trevas por onde passam.
Alguns homens perderam a fé na vida, perderam a fé no Senhor, e se perderam.
Outros pensam que a terra está à beira do caos e que o Senhor, que acende as estrelas e faz girar os astros, abandonou a humanidade terrestre.
Há homens que esqueceram os verdadeiros valores do espírito e, em busca dos bens materiais tudo esquecem, inclusive seu próprio patrimônio moral, como se o dinheiro fosse a única coisa que importa...
Oh, Senhor da Vida, te pedimos humildemente, olhe por aqueles que sofrem, mas também, Senhor, por aqueles que fazem sofrer.
Rogamos Senhor, de coração aberto que olhe por aqueles que passam por privações, inclusive alimentares, mas principalmente pelos que podem mudar a situação e não o fazem, por omissão.
Vibramos Senhor, pelos que usam armas, para que Tua Palavra chegue até seus corações, mas também vibramos por aqueles que produzem as armas e que ensinam a lutar.
Vibramos Senhor, pelos que estão em guerra, como também por aqueles que a começaram e não a querem terminar, mas também pelas guerras emocionais, violentas do ódio, desespero, inimizade, raiva, que o homem jamais pôde vencer. Ajuda-nos Senhor, a combatê-las.
Vibramos Senhor, pelos homens de olhos fechados e corações petrificados na amargura e conseqüentemente distantes de ti. Por eles te pedimos e rogamos Teu auxílio.
Vibramos Senhor, pela Paz da humanidade, e te pedimos, por aqueles que se consagram em luta por esse ideal, divulgando-a pelos recantos do mundo, enfrentando, por certo, toda sorte de dificuldades; faze-os multiplicarem-se.
Vibramos Senhor, pelos que divulgam a Tua palavra e a fazem ser difundida nos corações dos homens, possibilitando o ensejo de vida melhor e mais feliz no amanhã.
Vibramos Senhor, pelo Amor, o Amor entre os Homens, entre as Famílias, entre os governantes, entre os inimigos, entre os povos, pois sem esse tempero sagrado tudo mais se desmorona.
Vibramos Senhor, por nossa Casa Espírita Francisco de Assis, para que com o tempero sagrado continue acolhendo a todos os que estão em situações de aflições, sejam elas material ou espiritual; vibramos também por todos os seus colaboradores, voluntários, coordenadores e dirigentes, para que sejam sempre detentores de muita saúde, de muito amor e de muita compreensão.
Vibramos Senhor, pelas crianças e jovens, pelos idosos e pelos doentes, para que todos encontrem em Ti a proteção, o amparo e o bálsamo para suas dores.
Finalmente, pedimos permissão para vibrarmos por nós mesmos, auxilia-nos Senhor em nossas fragilidades, ampara-nos onde ainda falhamos e dê aos nossos queridos o amparo necessário para que, juntos caminhemos com segurança rumo a evolução espiritual que tanto ansiamos.
Obrigada, Senhor. (silenciar uns segundinhos)

PRECE FINAL

"Coloca o teu recipiente de água cristalina à frente de tuas orações e espera e confia."
[Emmanuel / Chico Xavier]

Senhor Jesus, ao encerrarmos nossos estudos ainda queremos te rogar que os fluídos divinos sejam depositados em nossas águas e que através deles possamos adquirir mais saúde e vitalidade, força e coragem para as lutas de todos os dias, para nossa transformação moral e espiritual, para vivermos em harmonia com tudo e com todos, para nosso pronto restabelecimento e revitalização de nossa saúde, física, espiritual e mental.
Vamos assim, agradecendo ao nosso Mestre Jesus, por tudo que sempre nos oferta, pela proteção e amparo de todas as horas, por todos os Seus ensinamentos, roteiro para nossas vidas.
Mestre, agradecidos e ainda como eternos pedintes queremos pedir-Te: compadeça-Te de nossas misérias morais e abençoe nossas boas intenções. Auxilia-nos a retirarmos de nossos olhos a venda da vaidade, que nos impede de enxergar as nossas deformidades morais e nossa pequenez diante da sua grandeza. Auxilia-nos a romper a concha de nosso egoísmo que paralisa nossas mãos e nos impede de estender os braços para ajudar nossos irmãos. Auxilia-nos a desfazemos essa máscara de prepotência que carregamos, para que possamos entender que nada somos sem o seu amor. Ensine-nos a construirmos pontes de entendimento, a estreitarmos laços de amizade, a entendermos nossos semelhantes, a nos amarmos mais...
Que possamos ser capazes de admitirmos nossas próprias fragilidades, nossas falhas morais e a corrigi-las, para que possamos disseminar o amor e a esperança, a perdoarmos sem exigirmos condições, a levarmos a todos que compartilham de nossa existência a fé, a coragem, a esperança e a resignação. Que assim seja.
Esteja conosco Mestre Amado, por hoje, amanhã e sempre.

RECEBAM NOSSO ABRAÇO FRATERNO E O DESEJO DE UMA SEMANA FELIZ E ABENÇOADA.

comments powered by Disqus